Prefeitura de Diadema

8 de outubro de 2023

Parceria entre as secretarias de Educação e Saúde proporciona igualdade de condições em sala de aula; identificar patologias precocemente auxilia no cuidado à saúde ocular

Maria Clara Rodrigues Carneiro é uma dos 181 estudantes da rede municipal que participaram do Mutirão do Programa Lentes do Saber, promovido pela Prefeitura de Diadema, neste sábado (07/10), no Centro de Especialidades Quarteirão da Saúde (QS). O programa avalia a saúde ocular, disponibiliza óculos gratuitamente para aqueles que necessitem do item ou encaminha para subespecialidades oftalmológicas, de acordo com cada caso.

Para esta ação foram triadas pouco mais de 3 mil crianças dos 3º, 4º e 5º anos e adultos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e aqueles que apresentaram alguma dificuldade visual foram convidados para a avaliação específica no QS.

“Na escola, fiz um teste que eu tinha que apontar a direção das letras. Fiz com os óculos e depois sem óculos”, conta a estudante do 3º ano da EMEB Anita Catarina Malfatti. O exame realizado foi o Snellen (quadro com figuras que lembram a letra E em diferentes sentidos).

Com esse mutirão, todos os estudantes matriculados no Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos da rede municipal foram triados, em sala de aula, para verificar a acuidade visual. A iniciativa é uma parceria das secretarias de Educação e Saúde.

O prefeito José de Filippi Junior acompanhou a ação e conversou com os moradores. “Tanto a escola, no dia a dia, quanto a Unidade de Saúde, onde ela passa periodicamente, percebem essa dificuldade na acuidade visual. E quanto essa política pública é feita com dedicação tanto do gestor quanto dos profissionais que atendem na ponta, isso vai se aperfeiçoando. Foi uma ação muito necessária e que melhora a qualidade de vida dessa criança”, avaliou.

Aprovação

Joseane Lúcia Nogueira é mãe do Aquiles Emanuel, matriculado no 3º ano da EMEB Florestan Fernandes, e aprovou o programa. “É muito bom, é qualidade de vida. Com isso, foi possível descobrir que meu filho tem ceratocone e vai começar o tratamento”, afirma.

Foi durante o procedimento oftalmológico que Anísia Gusmão Siqueira, de 77 anos, verificou o comprometimento da visão por catarata. “Eu uso óculos há quase 10 anos, mas não estava adiantando. Agora vou trocar os óculos e agendar a cirurgia. Se não fosse o mutirão, eu não saberia o grau da catarata”.

“O comprometimento visual afeta diretamente na produtividade de sala de aula. A grande devolutiva do projeto é garantir equidade e igualdade de direitos, para que todos os estudantes tenham a mesma condição de acessar conteúdo e enxergar na sala”, ressalta a coordenadora da Educação Inclusiva do município, Ana Claudia Martins.

Para a coordenadora do Quarteirão da Saúde, Cláudia Vilela, este mutirão completa um trabalho desenvolvido em prol da população. “Além da oferta gratuita dos óculos, o acompanhamento com as especialidades oftalmológicas, para quem necessita, vai proporcionar um início mais rápido do cuidado com a saúde ocular”, explicou.

Balanço

O Programa Lentes do Saber teve início em outubro do ano passado, dentro das ações do Projeto Prefeito Amigo da Criança, e é uma parceria entre as secretarias de Educação e Saúde.

Desde então, 6.246 estudantes do 1º ao 5º ano e EJA (Educação de Jovens e Adultos) foram triados nas próprias unidades escolares. Desses, 2.219 apresentaram algum comprometimento visual e foram convocados para mutirões oftalmológicos no Centro de Especialidades Quarteirão da Saúde. Já foram entregues 464 óculos.

Por Renata Nascimento
Foto: André Baldini
08/10/2023

Ir para o conteúdo