Prefeitura de Diadema

7 de janeiro de 2014

 

 

Por Rita Palladino

 

Em muitas ocasiões, as criações nascem das oportunidades, em outras, nascem da falta delas, ou dos percalços do caminho. É o caso de Patrícia Aline da Rocha, de 20 anos, e de seu pai, José Damazio Rocha, (53), que, para realizarem  o sonho de trabalhar com petróleo, criaram em casa uma miniatura de uma plataforma marítima que explica o passo a passo da extração no “pré-sal”.

 

O modelo, que levou cerca de dez meses para ser concluído e dispendeu mais de R$ 5 mil, mostra alguns funcionamentos básicos de uma plataforma de exploração de petróleo, desde o momento da perfuração da rocha vulcânica, até chegar ao navio petroleiro, que irá levar o produto para as refinarias.

 

Com materiais encontrados em qualquer cozinha, como torneiras, filtros, raladores, fruteiras e outros, Damásio e Patrícia pesquisaram na internet diversos modelos de plataformas antes de construir. O modelo escolhido traz pequenos prédios, onde moram os funcionários do petróleo, heliportos com helicópteros, e, claro, todas as etapas bem demonstradas. Pode-se ver até a chamada ‘camada do pré-sal’, e demonstrar quais são as dificuldades de perfurar esse tipo de rocha, que está a cerca de 10 mil metros de profundidade.

 

O objetivo de pai e filha é demonstrar, com exemplos práticos, um equipamento que beneficia milhões de pessoas. “Meu objetivo é continuar meus estudos no setor de gás e óleo, que, infelizmente não foi possível na faculdade em que estava (UNIP-Santos), mas tenho fé que vou conseguir trilhar esse caminho. Enquanto isso, eu quero fazer demonstrações com a miniplataforma”, diz Patrícia.

Ir para o conteúdo