Prefeitura de Diadema

7 de abril de 2015

A Campanha conta com as Secretarias de…

 

Por Ricardo Cassin

 

A Campanha conta com as Secretarias de Obras e Serviços e Meio Ambiente.

A Prefeitura de Diadema inicia, nesta quinta-feira (2/4), a campanha Diadema de Cara Limpa no Jardim Inamar. O objetivo é retirar entulhos e bagulhos colocados irregularmente nas ruas, como móveis, eletroeletrônicos e sobras de construções e reformas. Também acontecerão roçadas em praças, ruas, avenidas, escolas, além de hospitais, Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e centros culturais. 

Durante a campanha, que vai até o dia 14 de abril no bairro, cada morador poderá descartar até 40 sacos (de tamanho livre) na operação. Acima dessa quantidade, deverá ser contratada uma empresa de coleta particular devidamente regularizada para locação de caçambas.

O material deverá ser depositado somente no dia e horário determinados por um cronograma, que está sendo divulgado no bairro. O morador que depositar fora da data ou depois do horário estará sujeito à multa de até R$ 3.050,0, conforme Lei 2336/04. Se o morador produzir entulhos e/ou bagulhos após a passagem do Cara Limpa, ele poderá utilizar os ecopontos espalhados pela cidade para descarte do material. 

A Prefeitura de Diadema, única da região que recolhe entulhos, tem a obrigação legal de coletar apenas o lixo orgânico. Os entulhos gerados por reformas ou obras são de responsabilidade de cada morador.

  

Eldorado

Eldorado foi o primeiro bairro contemplado com a Operação Diadema de Cara Limpa, no período de 16 de março a 1º de abril. Lá, foram coletadas mais de 1.150 toneladas de entulhos e bagulhos, cujo material foi transportado por mais de 240 viagens de caminhões. Para efeito de comparação, a Prefeitura de Diadema recolhe mensalmente 9 mil toneladas de lixo domiciliar por mês, uma média diária de 369 mil por dia.

 

Multas e apreensões 

Paralelamente à coleta do material citado, a Prefeitura de Diadema intensificou a fiscalização de descarte irregular de entulhos e bagulhos. Com isso, já foram apreendidos um caminhão, cujo condutor despejava resíduos sólidos em área de manancial, no dia 16 de março, e foi multado em R$ 6.100. No dia 21 de março, o motorista de uma caminhonete descartava entulhos e pneus na avenida Afrânio Peixoto, na Vila Paulinia, Eldorado, multado em R$ 3.050 e autuado na Lei de Deposição Irregular de Resíduos  2336/04, por jogar volume em via pública.  

Também foram registradas outras três ocorrências. Uma foi de apreensão de um carrinho de mão, cujo proprietário descartava entulho na avenida Doutor Miguel Couto, no Jardim Santa Elizabeth, Vila Nogueira, no dia 23 de março. A outra, no dia 26 de março, um morador descartava dois sacos de entulhos utilizando um carrinho de mão. Na ocasião, ele alegou que prestava serviço para uma residência, localizada no Jardim Promissão. Na residência foi localizado mais de 30 sacos de entulhos, cujo proprietário também foi atuado na Lei de Deposição Irregular de Resíduos. O valor da multa foi de R$ 3.050.  

Hoje (1º/4), pela manhã, a equipe da Secretaria de Meio Ambiente, em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM), apreenderam um caminhão basculante, com placa de Guarulhos, transportando entulhos e terras na rua Caranguejo, no Eldorado. O condutor também foi enquadrado na Lei 2336/04. Ele recebeu uma multa no valor de R$762,50, por não portar o documento de Controle de Transporte de Resíduos. 

 

Investimento

Diadema paga R$ 90,26 por tonelada de lixo coletado. É o menor preço da região. Mas, anualmente, o município gasta R$ 3.264 milhões apenas com o recolhimento de entulhos. Com o valor gasto no recolhimento do entulho seria possível adquirir 650 mil quilos de alimentos por ano, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). 

A Prefeitura de Diadema orienta a população com campanhas sobre reciclagens e descartes de maneira adequada em ecopontos e avisos sobre multas, além de disponibilizar os telefones 4059-9900 ou 4059-9905 (das 7h às 16h, de segunda a sexta-feira) e 0800-770-5559, após esse horário, para denúncias. 

A Campanha conta com as Secretarias de Obras e Serviços e Meio Ambiente. 

Ir para o conteúdo