Prefeitura de Diadema

5 de novembro de 2023

Defesa Técnica realizada, neste domingo (05/11), apresentou balanço das ações, projeção de atendimento para 2024 e como as políticas públicas implantadas na área promovem a qualidade de vida e a cidadania dos moradores

Diadema está cada vez mais próxima de ser considerada a Cidade Sul Americana do Esporte 2024, de acordo com a Associação das Capitais e Cidades Europeias do Esporte (ACES). A avaliação foi feita após o prefeito do município, José de Filippi Junior, e a secretária municipal do Esporte, Luciana Avelino, apresentarem a Defesa Técnica de Dossiê das ações desenvolvidas em Diadema para conquistar o título, na manhã deste domingo (05/11), no auditório da Secretaria de Educação.

O prefeito contextualizou o município na realidade nacional e o desenvolvimento nas últimas quatro décadas. “Diadema é a representação do nosso país, com ricos e pobres. Nosso desafio foi desenvolver políticas públicas para a igualdade, com o princípio da participação popular, que é uma característica da nossa cidade. Isso nos levou a transformação”, afirmou Filippi. A primeira piscina pública, localizada no Clube Mané Garrincha, foi inaugurada na década de 1990 e a área do esporte ganhou status de secretaria em 2000.

“Nossa população sempre reivindicou o direito ao lazer e ao esporte e, mais que isso, o direito à cidadania, numa cultura de paz e numa cidade educadora. Todas nossas ações se organizam e se apresentam, nas áreas de esporte e lazer individualizado ou não, por meio de uma Prefeitura que pensa o ser humano como ator principal”, ressaltou Luciana. “Quando estamos num campo de futebol, numa sala de ginástica, numa ciclofaixa, ocupando nossas praças e parques, todas essas áreas interagem. Quando se tem pouco para promover uma equidade social, todos os setores precisam dialogar”, enfatizou.

Entre as ações apresentadas, foram elencadas o Projeto Água Viva, com atividades aquáticas durante a semana e lazer aos finais de semana; equipes de rendimento esportivo, passando de três grupos competidores para 26 equipes em diversas modalidades esportivas; Práticas corporais; Escola de Esporte; Lazer na Cidade; Projeto Férias; Lazer Sobre Rodas; Programa Caminhando Bem e Mulheres em Movimento. As ações afirmativas da área como Fundo de Apoio ao Esporte e Lazer (FAEL) e implementação da Bolsa Esporte foram alguns dos destaques.

Atualmente, mais de 40 mil pessoas são atendidas direta ou indiretamente em todos os serviços da Prefeitura. Para 2024, é estimado um acréscimo de 5% na quantidade de atendidos. “É um trabalho construído a muitas mãos, muitos corações e quero agradecer a oportunidade de poder levar até vocês essa história exitosa, que ainda está em construção e, se laureada, nos honrarão de poder mostrar para mundo uma história linda e bela. Via Diadema!”, agradeceu a secretária de Esporte.

O orçamento direto da pasta passou de R$ 9 milhões, em 2021, para R$ 18 milhões, previstos em 2024, o que representará o dobro de investimentos diretos no início da gestão. “Além disso, o município investe em parques e praças, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, para proporcionar locais adequados para a prática de atividade física. No Quarteirão da Educação, por exemplo, dos R$ 140 milhões destinados às obras do complexo, cerca de R$ 28 milhões são voltados para a área do esporte”, pontuou Filippi.

Após a defesa técnica, o colegiado da ACES fez apontamentos e uma breve avaliação. “O esporte tem que ser para todos e a questão do recurso não deve ser uma barreira para ninguém. Eu saúdo a cidade pelos recursos que dedicou ao esporte há alguns anos porque cada real só pode ser gasto uma vez. Eu imagino que a demanda por recursos em outras áreas é grande, mas a cidade reconheceu que o esporte tem que fazer parte das ações cotidianas. Ainda vamos deliberar e decidir, mas já dá pra dizer que sim, Diadema tem um potencial para ser Cidade Sul Americana do Esporte”, afirmou John Swanson.

Além do dossiê com as ações realizadas em âmbito público, a Prefeitura pretende fazer o mapeamento de equipamentos privados, como clubes, academias e outros serviços, que estimulem à prática esportiva na cidade.

Prestígio
Mais de 300 pessoas lotaram o auditório da Secretaria de Educação, para assistir à Defesa Técnica de Diadema, entre eles, secretários municipais, diretores, professores e profissionais do Esporte, vereadores e representantes de todas as modalidades e práticas esportivas promovidas pela Administração Municipal.

A atleta Giovanna Calciolari, treina vôlei junto à categoria sub-19 de Diadema, e está animada com a possibilidade do selo internacional. “Diadema é uma cidade do Grande ABC já conhecida pelo esporte. O título vai trazer mais visibilidade ainda, tanto na questão técnica como geral. Para quem treina e disputa campeonatos é muito bom”, elogia.

Visita
A exposição do trabalho realizado na área para membros da ACES é um dos requisitos para obtenção do selo, que tem a chancela do Parlamento Europeu, com o apoio da Unesco. É preciso atingir nota mínima de oito pontos, além de avaliação positiva da comitiva internacional. O resultado será divulgado nesta segunda-feira (06/11).

A comitiva, formada por representantes da Europa e América Latina, está na cidade desde sexta-feira (03/11) para conhecer in loco as modalidades esportivas disponibilizadas à população, torneios, competições e entrevistar moradores e atletas locais. Mais informações em https://portal.diadema.sp.gov.br/comitiva-europeia-avalia-diadema-como-candidata-a-cidade-sul-americana-do-esporte/.

Neste ano, os representantes da Associação das Capitais e Cidades Europeias do Esporte (ACES) também estiveram em Manaus (AM) e em Rio do Sul (SC), que também pleitearam e obtiveram o selo internacional para 2024.

Por Renata Nascimento
Foto: Dino Santos (cerimônia de Defesa Técnica) e Adriana Horvath (visita da comitiva ACES)

Ir para o conteúdo