Cabeleireiras, barbeiros, clínicas de estética e depilação, esmalterias, escolas de beleza e profissionais independentes deste setor expuseram suas dificuldades para a prefeitura em busca de soluções conjuntas. DIEESE fará pesquisa para melhor compreender necessidades do setor

A prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e em parceria com o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), convidou no início da semana trabalhadores e empreendedores do segmento da beleza e estética para participar de uma oficina de diagnóstico participativo sobre o setor.

Em consonância com as atividades realizadas pelo Polo dos Cosméticos de Diadema e Região, a prefeitura busca ouvir este importante segmento, que atende diretamente a população como cabeleireiros, barbeiros, manicures, esteticistas, podólogos, depiladores , massagistas, entre outros serviços. 

DIEESE

Depois deste papo, foi definida a criação de um grupo de trabalho que se reunirá regularmente para aprofundar esses temas. Uma pesquisa também será desenvolvida pelo DIEESE a fim de criar uma leitura das maiores dificuldades do setor e de que formas a prefeitura poderá auxiliar no desenvolvimento do setor.

 “Essa é a continuidade de nosso trabalho de sempre ouvir os trabalhadores e aproximar a gestão municipal do dia a dia de quem está na ponta oferecendo esses serviços,” afirmou a secretária municipal Patty Ferreira. “A participação de todos, como voz ativa, levando sua experiência no setor, será muito importante para a formulação de ações pela prefeitura que sejam coerentes com o cotidiano do segmento.”