Prefeitura de Diadema

19 de março de 2015

Nos três primeiros meses de 2015, Diadema registrou 31 casos de dengue…

Por Renata Nascimento

Nos três primeiros meses de 2015, Diadema registrou 31 casos de dengue contraídos no município. Para combater a doença, a principal medida a ser adotada é eliminar o criadouro do Aedes aegypti, o mosquito transmissor. Os principais problemas encontrados pelas equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), nas atividades de casa-a-casa são pneus, pratos de vasos de plantas e caixas d’água cobertas indevidamente.

O ovo do mosquito é depositado na superfície da água e fica grudado na parede do objeto. Após o contato com a água, o tempo para se transformar em mosquito é de 10 dias.

Por isso, é importante redobrar a atenção a qualquer objeto ou local que possa acumular água, como obras, lajes, tampinhas de garrafa, brinquedos, entre outros. Garrafas devem ficar viradas com a boca para baixo e pneus que não estejam sendo utilizados devem ficar em locais cobertos ou que não possibilitem a entrada de água de chuva. Essa orientação é a mesma para objetos deixados no quintal. 

O comedouro e bebedouro de animais também precisam ser lavados semanalmente com bucha ou escova, porque a esfregação é o que elimina o ovo. 

Outra preocupação é com o armazenamento incorreto de água em baldes, tonéis e outros vasilhames. Quem pretende armazenar água para uso futuro deve cobrir o local com tela e adicionar hipoclorito ou água sanitária, na proporção de uma colher para cada litro de água. Assim, será possível utilizar a mistura para lavagem de quintal e limpeza, menos para molhar plantas ou consumo humano. 

Trabalho preventivo

O CCZ também realiza trabalho de “casa a casa”, orientação aos moradores, aplicação de larvicida e monitoramento de alguns locais estratégicos (como ferro-velho, borracharias e cemitérios) e bloqueios quando há casos confirmados de dengue. Cerca de 60% dos imóveis vistoriados estão fechados. Nesses casos, a equipe volta para nova tentativa aos finais de semana.

Em breve, uma campanha educativa e preventiva sobre a dengue será divulgada aos moradores. Os cartazes e posts em redes sociais terão como slogan “Essa responsabilidade é de todos. Comece a fazer o que você já sabe!”. O objetivo é alertar sobre combate, prevenção e principais sintomas da dengue.

A doença

Os principais sintomas da dengue são febre, forte dor de cabeça e atrás dos olhos, moleza no corpo, dores nas articulações, manchas avermelhadas pelo corpo, náuseas e vômitos. 

Caso apresente alguns desses sintomas, procure um serviço de saúde, tomar bastante líquido e não fazer uso de medicamentos a base de ácido acetilsalicílico (AAS).

 

Serviço:

Centro de Controle de Zoonoses (CCZ)

Rua Ipoá, 40 – Inamar

Tel.: 0800 7710 963

 

Ir para o conteúdo